Saiba as tendências do e-commerce para 2022

novidade (1)

Ano passado falamos sobre as tendências do e-commerce 2021, agora chegou a hora de falar sobre as tendências do e-commerce para 2022, que já são diferentes do ano passado.

 Você já comprou qualquer coisa pela internet? Se sua resposta for sim, significa que você é um consumidor de e-commerce. Um fenômeno mundial que cresce ano após ano, surpreendendo com números super positivos.

Vamos começar falando sobre o Brasil, segundo pesquisa da Nielsen, as vendas chegaram a R$53,4 bilhões só no primeiro semestre de 2021. Em comparação ao mesmo período de 2020, houve um aumento de 31% nas vendas totais. Mais de 42 milhões de pessoas compraram pela internet e, desses, 6,2 milhões representam novos usuários.

Ou seja, o e-commerce já se consolidou no mercado brasileiro e mundial, as plataformas agora só tendem a melhorar e se aperfeiçoar. Vamos falar sobre as tendências do setor para 2022. Mas antes, não deixe de conhecer a plataforma da Moovin, estamos sempre buscando alternativas e inovações para que nossos clientes continuem podendo utilizar todas essas estratégias.

Metaverso

Com certeza não poderíamos deixar de começar falando sobre o Metaverso, novidade anunciada a pouco tempo, mas que já causou alvoroço. O e-commerce é digital, então naturalmente o segmento será um dos primeiros a se adaptar para a “vida’’ virtual. Imagina você entrar em um universo virtual, receber ofertas de produtos, ver modelos, referências, e comprar produtos de forma virtual?

Essa é a ideia do e-commerce para o Metaverso, que vai inclusive contar com lojas inteiras no universo digital em um futuro próximo. Hoje podemos ver essa forma de comércio no game Fortnite, da Epic Games que oferece itens e lojas virtuais no mundo dos games. Isso e outras tecnologias sem sombra de dúvidas devem se expandir para outros universos virtuais que estão por vir.  

Meios de pagamento cada vez mais amplos e cashbacks mais incisivos  

Apesar do boleto e os cartões de crédito ainda serem protagonistas das compras online, existe uma tendência muito forte chegando esse ano e vai se popularizar muito. O Pix, por exemplo, é uma dessas tendências que se caiu nas graças dos brasileiros ano passado, por ser um meio de pagamento fácil e prático para usar nas lojas virtuais.

De acordo com pesquisa realizada pelo Banco BS2 e Opinion Box, 74% dos empreendedores consideram o PIX como principal meio de pagamento, superando o dinheiro (66%), cartão de crédito (60%), cartão de débito (60%), TED (56% ) e DOC (37%). Espera-se que esse número aumente em 2022.

As carteiras digitais também seguem sendo uma tendência nas formas de pagamentos, as eWallets como são conhecidas, tem o objetivo de guardar dinheiro especificamente para um determinado e-commerce, inclusive oferecendo benefícios. Um dos benefícios é o cashback – parte do dinheiro volta quando você faz compras. Portanto, a aliança entre PIX, carteira digital e cashback deverá permanecer sólida, forte e amplo no futuro.

Tecnologia via Realidade Aumentada e Inteligência Artificial

Você curtiu uma jaqueta e quer saber se fica bem em você? Gostou de uma geladeira e quer ver como fica na cozinha? Cor de parede? Tudo isso você pode ver através de uma experiência online de realidade aumentada. Algumas lojas já oferecem essa tecnologia para que as pessoas possam ver na hora, através da tecnologia, se o produto supre suas necessidades.

 Essa forma de experiência abre espaço para mais formas de explorar isso, como visualizar produtos de formas nunca antes vista. A tendência é que cada vez mais setores do comércio online explorem essa tecnologia para tornar seus produtos mais atraentes.

Experiência de compras híbridas-omnichannel

Pode parecer clichê, inclusive já falamos por aqui sobre experiências omnichannel, mas nunca podemos deixar de falar dela. Como falamos acima, muitos brasileiros compram pelos e-commerces de forma rotineira, mas muitos outros ainda não compram de forma online, esses consumidores preferem ir até uma loja ver o produto, sentir, experimentar e efetuar a compra na hora, ou comprar depois de ter visto pessoalmente.

É importante que o lojista se pergunte o que seu negócio consegue oferecer ao consumidor que se acostumou a ter muitas opções de compra e entrega, como por exemplo a retirada de um produto comprado online em uma loja física. Segundo a pesquisa feita pela Opinion Box, mais de 70% dos respondentes já começaram sua jornada de compra em um meio e a concluíram em outro canal. 

Isso se estende também para os anúncios, nem sempre os consumidores compram no momento que estão vendo um anúncio de um determinado produto. Temos aqui um gráfico bem interessante sobre essa perspectiva de compra relacionada aos anúncios, cerca de 75% dos compradores afirmam que, ao visualizar um anúncio de um produto que despertou interesse, a compra é feita somente depois.

Um dos maiores desafios que o setor vai enfrentar, é transformar o entretenimento em venda.  Por esse motivo, fala-se muito sobre experiências como o live commerce que é um excelente exemplo de como fazer isso. Com essa estratégia, é possível realizar transmissão de showrooms, lives nas redes sociais e até mesmo contar com a presença de influenciadores do seu nicho que vão auxiliar na venda de produtos que o vendedor mostrar no decorrer da transmissão ao vivo, a qual pode ser realizada também em marketplaces, como o AliExpress.

É importante ressaltar que antes de adotar qualquer estratégia ou tendência do e-commerce que citamos aqui, seu negócio precisa estar alinhado principalmente ao seu cliente, ele precisa estar no centro da operação.

De nada adianta falarmos sobre metaverso, por exemplo, se seu cliente espera 20 minutos para ser atendido no seu SAC. Essa é a dica principal, para que você consiga pôr em prática qualquer uma dessas estratégias. 

Se você está planejando abrir uma loja virtual em 2022, conheça a nossa plataforma, temos muitos recursos que vão ajudar a vender seus produtos. Não fique para trás, acompanhe o mercado e as tendências e invista na sua loja online.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter