5 estratégias de preços para o seu ecommerce

Segmentos (1)

Sim, você pode fazer isso. Existem formas bem estratégicas para você trabalhar os seus produtos, aumentando sua margem de vendas online. Vamos desenvolver neste artigo 5 estratégias de preços para o seu ecommerce. É possível ter informações mais precisas sobre os consumidores e a demanda, aumentando as chances do preço definido ser efetivo.

Pensando nisso, reunimos as 5 principais estratégias mais utilizadas e eficientes.

  • Precificação competitiva;
  • Freemium;
  • Skimming;
  • Preço de penetração;
  • Precificação baseada em psicologia

Mas afinal, o que são estratégias de precificação

Os métodos de precificação são estratégias, na maioria das vezes orientadas por dados e pesquisas, que são utilizadas para precificar um serviço ou produto com mais precisão. Apesar dessas definições, para ter boas estratégias de precificação é imprescindível considerar alguns fatores, como os objetivos dos stakeholders, as estratégias dos concorrentes e o posicionamento de marca.

Bora conhecer as 5 principais estratégias de preços

1. Freemuim

Freemium é a junção dos termos “free” (livre ou gratuito) e “premium” (que passa a ideia de qualidade ou mais exclusivo). Na prática, é um modelo de negócio que disponibiliza um serviço e/ou produto gratuito que, porém, passa a ser pago para contar com algumas funcionalidades extras ou recursos mais avançados.

Essa estratégia de negócios é usada por grandes empresas que vendem serviços por assinatura como Netflix, Spotify e Amazon Prime.

2. Skimming

Nessa estratégia de precificação, o preço do produto é colocado um pouco mais alto da média de mercado. Com o passar do tempo, vai baixando conforme a demanda vai aumentando.

O bom desta estratégia é a possibilidade de atingir um nicho menos sensível ao valor. Assim, você assegura um ganho maior e consegue posicionar bem o produto. Conquistado um certo prestígio, o preço baixa e você acessa também os mercados sensíveis. 

É uma estratégia que pode trazer excelentes lucros em um curto período, mas também pode causar o descontentamento de alguns consumidores por terem pago mais que outros.

3. Precificação competitiva

A precificação baseada na competição não é nenhuma novidade, Essa estratégia é feita por meio da análise dos preços dos concorrentes e o estabelecimento de um preço um pouco menor ou um pouco maior do que os concorrentes.

Apesar de a prática ser de baixos riscos, esta estratégia é muito superficial e pode haver a perda de boas oportunidades. Mesmo ficando de olho no preço dos concorrentes, o ideal é que esta estratégia seja apenas uma parte do processo completo. É importante que você não foque somente nesse tipo de estratégia como principal, e sim que una com outras como um complemento, garantindo outras possibilidades.

4. Precificação baseada em psicologia

A psicologia é usada quase como uma regra nas estratégias de precificação. Isso acontece porque estudos mostram que gastar dinheiro pode trazer a sensação de perda. Então, usar essa estratégia significa mudar essa percepção, é trazer sentimentos de conquista, prazer e felicidade.

Um bom exemplo de estratégia com propósito psicológico é o método de baixar o preço em 1 centavo e usar o número 9. Essa estratégia dá a impressão de gastos mais baixos, pois permite que os consumidores “quebrem” números com preços mais baixos. Essa tática também é muito utilizada para promoções que buscam transmitir uma sensação de vitória, como “compre um, ganhe 25% de desconto no próximo”, etc.

5. Preço de penetração

As estratégias de preços de penetração envolvem o lançamento de um produto a um preço bem abaixo dos preços dos concorrentes ou com um grande desconto para ganhar participação de mercado.

Esse é um método amplamente utilizado por marcas que buscam espaço ou empresas estabelecidas que estão entrando em novos mercados.

Um bom exemplo do que aconteceu recentemente no Brasil é a Amazon. Começou vendendo apenas livros e oferecia grandes descontos e, com o tempo, aumentou seu alcance e reduziu os descontos.

Esta é uma tática que pode causar danos logo no início. No entanto, isso é compensado pelo ganho de participação de mercado, que quando os preços normais são fixados, podem recuperar os lucros.

Agora você já conhece cinco das principais estratégias para definir o preço do seu produto. Contudo, ainda tem muitas outras estratégias, que você pode aplicar na sua loja fazendo um estudo do que mais se adequa ao seu negócio. Não esqueça de conferir também o nosso artigo:

Sobre: Preços diferentes para o mesmo produto: Como e porque praticar.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter