Vale a pena vender em marketplaces?

As lojas virtuais contam com grandes vantagens para comercializar seus produtos nos “shoppings virtuais”.  Os marketplaces, por possuírem marcas já consagradas no mercado, fornecem o benefício aos lojistas de conquistarem maior visibilidade, devido aos resultados de busca orgânica e reputação dessas empresas.

Além disso, especialistas afirmam que vender em marketplaces otimiza operações, diminui custos com publicidade, ajuda a consolidar a marca no mercado, aumenta o tráfego na loja, anula custos com análise de fraude visto que o marketplace se responsabiliza por tal e o lojista ainda recebe à vista as vendas parceladas.

Entre as marcas que já estão assumindo o modelo de negócios de marketplace que mais se destacam são Extra, Mercado Livre, Submarino, Vivo e Walmart. O lojista deve estudar em quais valem a pena comercializar os seus produtos e buscar uma plataforma e-commerce que esteja totalmente integrada com as APIs dos marketplaces.

Alguns profissionais ainda questionam se é vantajoso ou não apostar na venda em marketplaces. Cabe ao lojista analisar se seu produto está adequado para estes canais de venda e se seu público está ali. No entanto, a venda nos marketplaces constatadas pelos clientes da plataforma Moovin no primeiro mês chega a representar cerca de 20% do total. Uma das lojas virtuais hoje já possui 67% de suas vendas oriundas dos marketplaces. Até o momento, todos os utilizadores da plataforma Moovin que iniciaram as vendas nos marketplaces apresentaram crescimento.