O preço do seu produto está de acordo com o mercado?

Você costuma monitorar o preço de seus concorrentes? Se o seu preço está acima do que a maioria da concorrência e você não oferece nenhuma vantagem (frete grátis, brinde…), pode estar perdendo muitas vendas. Queira ou não, os principais fatores na decisão de compra é o preço do produto e custo de entrega. Mas o que fazer para baixar o preço e não sair no prejuízo? Como fugir dos preços tabelados?

1. Monitoramento e reajuste automático

Primeiramente, é necessário automatizar o processo de monitoramento e comparação de preços. Há algumas ferramentas no mercado específicas para isso, mas sua plataforma e-commerce talvez também ofereça um módulo. Com isso, você pode controlar os preços praticados por seus concorrentes, além de realizar o reajuste automático do preço do produto, de acordo com suas estratégias pré-definidas.

2. Preço por origem de acesso

• E-mail Marketing

Realize campanhas proporcionando o desconto exclusivamente por e-mail. Ou seja, se a sua loja é acessada através de qualquer outro link, o preço será o original, mas, se acessado a partir do e-mail, o preço é outro.

• Comparadores de preço

As pessoas normalmente pesquisam por preço antes de comprar. Por isso, é importante marcar presença nos comparadores de preço, principalmente Buscapé e Zoom. E lá, você também pode aplicar a mesma estratégia, melhorando inclusive seu posicionamento na busca destes sites, por ordem de menor preço.

•Redes Sociais

Outra estratégia é divulgar uma promoção através do Facebook, por exemplo. Da mesma forma, quando o produto for acessado através daquele link, o preço apresentado é diferente de quando acessado por outras referências.

4. Preço por grupo/perfil de cliente

Se quiser, separe alguns clientes em grupos especiais. Ao fazer o login, este cliente tem acesso a preços/descontos exclusivos. É comum utilizar esta estratégia em livrarias, oferecendo preços diferenciados para professores.

5. Brindes

Existe ainda a possibilidade de não mexer no preço, mas oferecer algo a mais: na compra de um par de chuteiras, o cliente ganha um par de meias ou caneleiras, por exemplo.

Revise seu preço e monitore como a concorrência tem trabalhado. E lembre-se que o preço é o maior fator de influência na decisão de compra, mas não o único. Credibilidade, bom atendimento, usabilidade e segurança são pontos cruciais para você vender mais.