Como fazer do mobile commerce um diferencial no negócio online? Executivo dá dicas

O mobile commerce deve aumentar nos próximos anos, de acordo com estudo da BitWizards. A estimativa é que as compras feitas por usuários de dispositivos móveis – celulares, smartphones e tablets – devem gerar uma receita de US$ 119 bilhões em 2015 em todo o mundo, o que representará um crescimento de cerca de cem vezes na comparação com os US$ 1,2 bilhão registrados em 2009. Hoje, segundo a BitWizards, metade dos consumidores fazem compras pelo celular.

O chamado mobile commerce proporciona, em tempo real, informação, entretenimento e inovação no formato da venda on-line, sem falar na maior personalização do relacionamento, já que o celular permite que a campanha seja direcionada conforme o perfil do cliente.

No entanto, ainda há, no Brasil, uma certa resistência na adoção do mobile commerce, especialmente por haver ainda uma falta de direcionamento da estratégia, de conhecimento das aplicações da ferramenta e das possibilidades que a tecnologia pode proporcionar ao comércio eletrônico.

“É preciso que os empreendedores da internet percebam o potencial das funcionalidades dos dispositivos móveis e saibam utilizá-las a favor do seu negócio. Permitir que o e-consumidor tenha mais uma opção de compra e de relacionamento com a loja virtual é um diferencial importante, principalmente em uma era que o celular é um item quase que obrigatório na vida do brasileiro”, afirma Robson Tavarone, sócio e diretor comercial do site de Compras Coletivas Ótima Oferta.

Para despertar o interesse no mobile commerce, disseminar sua importância e simplificar seu uso, Tavarone cita algumas dicas que farão da estratégia um importante impulsionador dos negócios on-line:

Antes de enviar qualquer campanha via celular, conheça os hábitos, as preferências e necessidades do e-consumidor para, a partir daí, oferecer conteúdo especial, segmentado e que cause impacto positivo.

Realize estudos e pesquisas com o objetivo de entender o e-consumidor dentro deste cenário de mobilidade e interatividade.

O mercado brasileiro tem como tradição buscar referências nos Estados Unidos, Na Europa e na Ásia. Entretanto, é preciso “tropicalizar” as estratégias, ou seja, adaptá-las à realidade e ao perfil do consumidor brasileiro.

Aposte em textos curtos e claros. Mais do que pelo computador, a leitura pelo celular deve ser a mais objetiva possível.

Evite as imagens, principalmente, em Flash, que aumentam o tempo de carregamento e deixam o consumidor impaciente.

Tenha em mente que o mobile commerce não veio para substituir a estratégia inicial do comércio eletrônico, mas para agregar. Ou seja, ele não exclui os canais tradicionais, apenas complementa e inova as formas de divulgação e venda.

O consumidor brasileiro é muito aberto a novas tecnologias. Aproveite para transformar este fato em oportunidade.

Seja inovador; quando pensadas criativamente, as campanhas surpreendem e envolvem o e-consumidor.

Ao mesmo tempo, cuidado com ações muito elaboradas. O celular tem limitações que devem ser respeitadas para não deturpar a campanha.

Invista em profissionais especializados em estratégias mobile para o comércio eletrônico. O objetivo é que eles possam, de fato, transformar as ações em resultados positivos.

Desenvolva estratégias conjuntas com as operadoras de telefonia móvel para que seja possível “educar” o e-consumidor quanto aos recursos que seus aparelhos móveis proporcionam.

Para evitar o risco de saturação, aposte no opt-in, a permissão para o envio de conteúdo pelo celular. É fundamental estabelecer este tipo de comunicação com o consumidor apenas se ele autorizar, pedir ou quiser.

“Aliar o celular a web é uma tendência crescente, a exemplo da nossa mais recente novidade: o envio do cupom de ofertas por SMS, ação esta que não só facilita o processo da compra coletiva como minimiza o consumo de papel. Prestar um atendimento de qualidade e oferecer praticidade na compra têm sido requisitos indispensáveis no comércio eletrônico”, finaliza Tavarone.

FONE: http://ecommercenews.com.br/noticias/pesquisas-noticias/como-fazer-do-mobile-commerce-um-diferencial-no-negocio-online-executivo-da-dicas