7 formas de oferecer frete grátis sem prejudicar sua receita

Você já sabe que o frete grátis enche os olhos do cliente, mas infelizmente, talvez não consiga arcar com os custos para conseguir oferecer. Por outro lado, o investimento pode ser compensado por um maior número de vendas, já que atrairia mais clientes. Confira estas 7 soluções para conseguir oferecer frete grátis sem prejudicar sua empresa.

1. Frete grátis apenas para compras a partir de um valor

Essa é a prática preferida das lojas virtuais. Bom negócio para o cliente, que obtém frete grátis, e para a empresa, que o incentiva a aumentar o valor de seu pedido, impactando em um aumento do ticket médio.

2. Frete grátis para regiões específicas

Impossível enviar o produto de graça para a região norte, mas viável para o sul e sudeste? Tudo bem! Até porque, neste exemplo, a maioria dos e-consumidores são destas localidades – conforme o relatório Webshoppers do Ebit, as regiões sul e sudeste representam, juntas, quase 80% das vendas online.

3. Frete grátis para produtos selecionados

Se não vale a pena custear o envio de todos os seus itens, faça uma seleção daqueles que são possíveis. Estes produtos podem conter uma tag em cima de sua imagem, chamando a atenção do cliente para o frete grátis. O usuário também pode filtrar em sua loja somente por produtos com frete grátis.

4. Frete grátis em datas comemorativas

Outra oportunidade é aproveitar datas comemorativas para oferecer frete grátis. Por exemplo, no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, todos os produtos femininos participam da promoção; na semana do dia 20 de setembro (Revolução Farroupilha), data muito celebrada pelos gaúchos, oferecer frete grátis somente para a região sul. Existem muitas possibilidades que variam conforme seu segmento.

5. Retirada na loja ou entrega por motoboy

Se possuir lojas físicas ou representantes comerciais, habilite a opção para que cliente possa retirar o produto em mãos ou receber encomenda por motoboy. Disponibilize ambas alternativas somente aos clientes que residirem próximos a suas unidades.

6. Compensar no valor do produto

Algumas empresas resolvem embutir o custo do frete no valor total do produto, o que pode ser realmente uma estratégia interessante. Por exemplo, pense que você quer comprar um livro que custa R$ 20,00. O frete está R$ 15,00. Você não hesitaria em comprar? Afinal, o frete corresponde a 75% do valor do produto. Não seria melhor anunciar o livro já com o preço de R$ 35,00 e com frete grátis?  “Frete grátis” são palavrinhas mágicas com um grande poder psicológico.

7. “Frete quase grátis”

Há ainda a possibilidade de cobrar um valor fixo e simbólico pelo envio, abaixo de 10 reais. Para o cliente, não causa tanto impacto este custo mas, para sua loja, no montante de todos os pedidos realizados, resulta em uma boa diferença.

É essencial que você realize testes das campanhas e examine os resultados, para decidir qual estratégia é melhor para o seu e-commerce. O que funciona para uma empresa X, pode não emplacar na empresa Y. Experimente algumas destas alternativas para que você mesmo possa compreender o que dá e não dá certo para seu negócio.

Com a Moovin você aproveita estes e muitos outros recursos!