5 motivos para as indústrias venderem online

O e-commerce se apresenta como uma bela oportunidade para as empresas se tornarem mais conhecidas, atingirem novos públicos e, é claro, aumentarem o seu lucro. No entanto, por desinformação e receio, muitas indústrias ainda resistem a esta nova realidade de mercado, deixando de aproveitar os inúmeros benefícios que uma loja virtual pode agregar aos seus negócios. Descubra agora o que o e-commerce pode fazer pelas indústrias:

1. Melhora os processos de negócios B2B

As vendas para os distribuidores e varejistas são facilitadas e intensificadas no ambiente virtual. O e-commerce reduz custos, automatiza processos e permite alcançar compradores em regiões onde a indústria não atua, conquistando novos revendedores. Além disso, a simplicidade para os lojistas consultarem o seu catálogo e estoque e realizar o pedido rapidamente, por si só já fomentará suas vendas.

2. Viabiliza as vendas B2C

É claro que, sem depender de um intermediário para chegar ao consumidor final e por poder praticar a melhor oferta do mercado, a margem de lucro será maior. No entanto, o principal medo das indústrias é conflitar com os seus parceiros varejistas. Muitas empresas, porém, têm trabalhado com o B2C e se dado bem, que é o caso da Exclusiva Castor, Plasútil e Termolar, enquanto MacBebe, Fábrica de Calcinhas e SJO Artigos Religiosos apostam nas vendas por atacado, vendendo tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. Outra sugestão é criar kits especiais, produtos exclusivos e brindes, que não são ofertados pelos lojistas.

3. Aproxima a marca do consumidor final

A loja virtual também serve para se comunicar diretamente com o consumidor, compartilhar informações relevantes sobre a própria marca e seus produtos e construir um relacionamento melhor com o público. O cliente também se sente mais tranquilo por poder esclarecer dúvidas diretamente com o fabricante e para resolução de problemas que implicam no acionamento da garantia.

4. Melhora o aproveitamento do mix de produtos

Muitas vezes as lojas não compram todo o estoque dos produtos da indústria, portanto é uma forma de dar mais vazão aos itens que ficariam parados. Um bom exemplo é a indústria de calçados, que acaba tendo pouca saída de itens com numeração muito pequenas ou grandes, pois o varejista prefere comprar mais daqueles que tem maior demanda.

5. Fornece dados valiosos para o negócio

O canal de vendas online é capaz de coletar informações relevantes sobre os consumidores, permitindo uma compreensão melhor do público e, portanto, auxiliando na tomada de decisões. Por exemplo, é possível testar o lançamento de novos produtos antes de distribuir aos lojistas; perceber a oportunidade de relançar produtos esgotados; elaborar estratégias de marketing mais eficientes, etc.

Chegou o momento das indústrias apostarem no e-commerce para aumentar os seus ganhos, construir uma marca mais forte e se aproximar do consumidor. A forma pode ser B2C, B2B, venda em marketplaces; depende de cada tipo de negócio. Não esqueça que para o sucesso, além de uma estratégia bem pensada, é imprescindível utilizar tecnologias que atendam suas necessidades.

Quer saber o que a plataforma Moovin pode oferecer ao seu negócio?