5 dicas para seu produto ser encontrado na primeira página do Google

Toda empresa quer ser encontrada na primeira página do Google. Para uma loja virtual, isso é ainda mais importante, já que suas vendas dependem muito disso. Em geral, quando um site de e-commerce é acessado através dos resultados de busca orgânica, o usuário é direcionado à página de um produto, já que provavelmente buscou por palavras-chave para achar um determinado item. Por isso, essas páginas são tão importantes, e faz com que seja imprescindível desenvolver um bom trabalho de SEO.

1. Faça descrições de produto detalhadas e legítimas

Para o SEO, a descrição do produto é talvez o elemento mais importante desta página. Jamais copie descrições utilizadas por concorrentes ou do fabricante, pois o Google penaliza sites com conteúdo duplicado. Os seus textos devem ser portanto sempre autênticos e conter palavras-chaves estratégicas para a página ser encontrada na busca orgânica, explicando para que serve o produto, quais suas principais características, do que é feito, etc.

2. Adicione a Canonical Tag em produtos que possuam variações

O Google também penaliza sites que contenham conteúdo duplicado mesmo que seja de sua própria autoria. Quer dizer, apesar de não ter copiado a descrição do produto de outro lugar, mas se utilizou o mesmo o texto de uma página do seu próprio site, o Google também entende como conteúdo duplicado. Porém, você pode utilizar a mesma descrição de um item na cor azul, assim como para o vermelho, por exemplo. Para isso, é necessário utilizar a Canonical Tag, que informa ao Google qual a URL preferencial dentre as que possuem o conteúdo semelhante. Assim, o Google indexa a página que estiver com o rel=”canonical” no href. Uma das atualizações mais recentes da plataforma Moovin já contém esse recurso, permitindo às lojas adicionar uma variação como canonical.

3. Implemente as avaliações de compradores na loja

Outro aspecto considerado pelo Google para ranqueamento é a frequência de atualização do conteúdo das páginas. É praticamente impossível atualizar constantemente determinadas páginas, mas para as páginas de produto, há a solução de possibilitar que seus próprios clientes avaliem sua experiência de compra e publiquem comentários. Além disso, essa ferramenta contribui para destacar a página nos resultados de busca, já que são exibidas estrelas que chamam a atenção do usuário e transmitem confiabilidade, o que consequentemente aumentará a taxa de cliques.

4. Otimize todas as imagens

Otimizar as imagens é mais uma ação imprescindível para SEO. Nomeie os arquivos com palavras-chaves, separadas por hífen, deixando claro sobre o que se trata a imagem. Adicione a tag ALT com frases curtas e contendo as keywords, sem utilizar preposições “para”, “de”, com”.  A tag Title também deve ser escrita com as principais keywords.

O código deve ficar assim:  <img src=“URL COM O NOME DO ARQUIVO DA FOTO NO FIM” title=“NOME DA FOTO DETALHADA” alt=“DESCRIÇÃO”>.

5. Aposte na produção de vídeos

Poucas empresas investem na produção de vídeos para a loja virtual, mas o recurso também contribui para SEO, já que o Google valoriza conteúdo multimídia, com 53% de chances a aparecer na primeira página. Além disso, muitos usuários preferem assistir um vídeo do que ler um texto, assim a taxa de cliques nesses links chega a ser 41% maior e o tempo de permanência na página também aumenta, bem como a probabilidade de compra*. Por isso vale a pena fazer vídeos para alguns produtos, mostrando o mesmo de ângulos diferentes (o que possibilita uma visualização mais realista), falando sobre suas principais características, como funciona, etc.

*Dados retirados do site Viver de Blog.

Conclusão

Todos os critérios utilizados pelos algoritmos do Google são preocupados com a entrega de um conteúdo relevante e uma boa experiência de navegação ao usuário. Portanto, proporcionando esse conjunto, a sua loja será mais encontrada, acessada e lucrativa.

Quer abrir um e-commerce ou migrar sua loja virtual para a Moovin?